Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

naomedeemouvidos

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos..

naomedeemouvidos

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos..

21.Nov.17

Bons professores, Maus professores, muito, pouco ou nada?

naomedeemouvidos
Em qualquer profissão, os medíocres, por muito pouco que ganhem, ganham sempre demasiado. Entre os professores, a regra também se aplica. Há professores excelentes, há professores assim-assim e há professores francamente medíocres. Já trabalhei como professora, sempre em escolas públicas, e já convivi com todas as espécies, mais ou menos raras, dos melhores aos piores. Deixei de leccionar em escolas e passei a dedicar-me, exclusivamente, ao apoio particular de alunos do ensino (...)
15.Nov.17

"The handmaid´s tale": ficção ou possível realidade?

naomedeemouvidos
Acabei de ler esse (dizem que) profético romance da escritora canadiana Margaret Atwood. “The handmaid´s tale” (em português, O Diário de uma Serva, ou a História de uma Serva), escrito há, qualquer coisa como, 30 anos relata a história de uma Serva, que veste de vermelho, cuja identidade violentamente arrancada e descartável se traduz apenas por um “De”, de posse, seguido do nome próprio do seu dono e senhor, marcada como gado fértil para fins reprodutores das casas mais (...)
13.Nov.17

Oh inclemências indignadas!

naomedeemouvidos
Oh inclemência! Oh indignação! Estará porventura periclitante a saúde mental desses pouco nobres e nada queridos deputados, ministros, conselheiros e (ir)responsáveis detentores de cargos públicos que todos nós ajudámos a criar? Bem sei que a frase não era exactamente assim, mas, a tirania é intemporal. Vai é assumindo diversas formas e, actualmente, trasveste-se de “redes sociais”. São úteis, porque servem para tudo: para perdoar ou humilhar, para amar ou odiar, para (...)
04.Nov.17

K: de quero, posso e mando, mesmo que seja ao murro e ao pontapé. (E, a quem interesse, por que deixei de ter caixa de comentários)

naomedeemouvidos
Basta ler as variadas denúncias ou comentários acerca das políticas de selecção de entradas à porta da discoteca Urban Beach, para perceber que ali não entra quem quer. Entra quem pode ou quem os “seguranças” autorizam. Eles é que mandam. Porque sim. Pode ser pela cor, pela roupa, pela etnia, pelos olhos, pelo cabelo, pelo humor, enfim, por qualquer coisa que caia bem ou mal, naquele momento preciso. Logo à partida, a pergunta que se impõe é: eu sou obrigada a deixar entrar (...)
02.Nov.17

Explica-me como se eu fosse muito burra...

naomedeemouvidos
O pedido que agora faço meu era apresentado pela Maria Rueff ou pela Ana Bustorff, não estou segura, de forma que se pretendia cómica, num anúncio de televisão, aqui há alguns anos. Já não recordo a que se referia, ou quem era o interlocutor, mas não interessa nada. A pergunta parece impor-se por si própria, nos dias que correm, tal é a intermitência de pensamento que desassossega variadíssimas almas de ainda mais variados sectores, aqui e ali, e o que se disse ontem foi (...)
23.Out.17

Justiça

naomedeemouvidos
"Se ages contra a justiça e eu te deixo agir, então a injustiça é minha."                      Mahatma Gandi
23.Out.17

A Bíblia como instrumento do Direito.

naomedeemouvidos
A princípio, pensei que me tinha equivocado e que estava a ler o suplemento humorístico do Público, aquele formidável Inimigo que, tantas vezes, me delicia com uma pitada de humor negro. Tive que ler a notícia várias vezes, em vários jornais de referência, para ter a certeza absoluta que, não, não era piada. O senhor Neto de Moura e a senhora Maria Luísa Arantes, parece que são juízes, assinaram uma sentença em que, entre outras coisas, citam a Bíblia para atenuar um crime (...)
18.Out.17

Da dignidade humana.

naomedeemouvidos
"Quando alguém compreende que é contrário à sua dignidade de homem obedecer a leis injustas, nenhuma tirania pode escravizá-lo."                                                              Mahatma Gandhi
18.Out.17

De afectos, mas não só.

naomedeemouvidos
Aqui me confesso: pertenço àquele grupo de pessoas que não aprecia mimos em demasia. Gosto de afectos em dose necessária, mas suficiente e não sei trocar piropos com classe. Muito menos, para cumprir calendário ou caderno de encargos. De modo que, sempre tive simpatia por Marcelo Rebelo de Sousa, mas, tanto afecto, já me enjoava um pouco. Tenho alguma dificuldade em lidar com a generosidade pro-bono, como se não a merecesse, quando me toca, e achava que, talvez, o enorme afecto do (...)