Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

naomedeemouvidos

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos..

naomedeemouvidos

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos..

18.Out.17

De afectos, mas não só.

naomedeemouvidos

Aqui me confesso: pertenço àquele grupo de pessoas que não aprecia mimos em demasia. Gosto de afectos em dose necessária, mas suficiente e não sei trocar piropos com classe. Muito menos, para cumprir calendário ou caderno de encargos.

De modo que, sempre tive simpatia por Marcelo Rebelo de Sousa, mas, tanto afecto, já me enjoava um pouco. Tenho alguma dificuldade em lidar com a generosidade pro-bono, como se não a merecesse, quando me toca, e achava que, talvez, o enorme afecto do Presidente da República pelos portugueses fosse algo inconsequente, para agradar a "gregos e a troianos".

Pois bem, mea culpa. Ontem, Marcelo Rebelo de Sousa disse o que tinha que ser dito. Provou estar à altura do cargo que exerce, ao contrário de outros.

"Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar de opinião, porque não me envergonho de raciocinar e aprender.", Alexandre Herculano.

5 comentários

Comentar post