Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Esperança em doses pequeninas.

por naomedeemouvidos, em 29.10.18

     

    “Mamã, ela não tem um olho, mas, não faz mal, pois não? Podemos levá-la na mesma? É tão querida…e era mesmo o que queríamos...”. Assim, sem pausas e em catadupa.

    Ela é um hamster sírio, de pelo fofo, ruivo e brilhante. Está na loja há muito tempo e, segundo a vendedora, será porque tem esse defeito físico indisfarçável. Daí a ansiedade, suponho, do meu filho.

    Quando somos pais, assaltam-nos montes de dúvidas e cometemos uma enormidade de erros. Pelo meio dessa esmagadora aventura e dessa responsabilidade avassaladora esperamos, acho eu, acertar de quando em vez, de modo que os nossos filhos, não sendo uns santos de pau oco, consigam ser solidários, mostrar empatia com os outros, enfim, ter algo daquilo a que chamamos de bom.

    Trouxemos a Pirata, baptizada logo ali. É tímida, mas irrequieta, e, sim, é mesmo querida. É só um ratinho de estimação. Mas, trouxe consigo um bocadinho de esperança…

publicado às 12:47



“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

Layout

Gaffe


naomedeemouvidos@gmail.com


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.