Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Eu nem deputado sou."

por naomedeemouvidos, em 08.05.19

Rui Rio.PNG

 

O Dr. Rui Rio deve ter-se esquecido de que, além de ser um homem comum, rigoroso e sério (apesar de alguns percalços, acredito que sim), por acaso, economista, austero, que, de vez em quando, faz uma espécie de piadas em alemão, também é líder do PSD. Pode não ser deputado, pode não ter estado naquela comissão incómoda e fora de horas, pode não ter votado o documento que ele, e só ele, jura que não votou ninguém. Mas Rui Rio é L-Í-D-E-R do PSD. E, quando altos responsáveis do PSD (como noutro qualquer partido que quer ser levado a sério) falam, o povo, mesmo que aquietado pela brandura dos costumes, acredita que falam pelas posições defendidas pelo seu partido. Se o líder acha que houve uma decisão precipitada dos seus pares, corrija-a com rigor, decência e humildade, ou, demita-se, caso a afronta seja demasiado para o seu bom nome e reputação grave, impecável – que é exactamente o que dói a Rui Rio, em tudo isto. Mas, por favor, não nos faça de parvos; não pretenda continuar a fazer-nos a todos de parvos.

publicado às 12:23


7 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 08.05.2019 às 18:09

Discordo de Ana Sá Lopes - os deputados daquela comissão fizeram papel de parvos por alta recreação, não foi Rio que lhes atribuiu tal papel.

Em defesa de Rio, digo que será o único nesta história que terá motivos para dizer "eu nem estava lá" - porque desde a sua eleição que a bancada tem estado a braços-de-ferro, Negrão que o diga. Apenas demonstra a fragilidade de um líder que está do lado de fora do local onde é suposto liderar... não terá nem força nem poder efectivo para os "colocar na ordem" pois não pode afastar os deputados que são da nação...
O mais grave nesta desordem toda é que os partidos estão, eles mesmos, desorganizados. Rio foi arrastado ou deixou-se arrastar na enxurrada. E concordo, mesmo sendo o único com motivos para o dizer, nunca o poderia ter dito.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 08.05.2019 às 22:11

Pois, eu concordo com praticamente tudo o que a Ana Sá Lopes escreve. E tenho Rio em muita consideração. É verdade que, como dizes, "desde a sua eleição que a bancada tem estado a braços-de-ferro (...). Apenas demonstra a fragilidade de um líder que está do lado de fora do local onde é suposto liderar..", mas é absurdo continuar a insistir em que todos percebemos mal, que não foi votado texto nenhum e que não aconteceu o que todos vimos acontecer.
Mas, também seria bom que a comunicação social e os restantes responsáveis, partidos incluídos, não montassem outro teatro à custa disto, desviando, como sempre, as atenção daquilo que realmente importa.
Imagem de perfil

De Sarin a 08.05.2019 às 22:45

A minha discordância de ASL está no ponto que assinalei.


Mas é de circo que vivem alguns políticos e, especialmente, a comunicação social! Tens um postal que o ilustra muito bem!
Rio e Cristas enfrentavam contestação interna já antes desta (in)decisão - é só mais uma achega...

Gostava de pensar que estamos perante uma excelente oportunidade para o poder político (e os cidadãos) reavaliar(em) a ligação entre partidos e bases, eleitores e representantes. Mas pensamento positivo nunca foi facto, e os factos dizem que os parvos somos nós: a (nossa ab)negação continua.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 08.05.2019 às 23:12

Seria preciso quebrar o ciclo. "Nós" não queremos saber de política, porque os políticos são todos iguais. "Eles", sabem que, em geral, berramos muito, mas damos de ombros ainda mais, de modo que, entre uns e outros, continuamos a desperdiçar oportunidades...
(a que postezito te referes, exactamente?)
Imagem de perfil

De Sarin a 08.05.2019 às 23:47

(O postal da capa de revista. Circo, também!)

Quebrar o ciclo?
Pouco nos resta além do debate - a carestia não está para revoluções :/
Imagem de perfil

De cheia a 08.05.2019 às 22:24

O que aconteceu na comissão de educação não sei se foi votação ou uma combinação. Vamos ver o que vai acontecer na votação, em plenário.
Acho que Rui Rio faz falta à política, porque penso que é sério, o que é muito raro nos políticos!
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 08.05.2019 às 22:34

Eu também acho que Rui Rio faz falta à política e reconheço-lhe seriedade. Sou do Porto e sei o trabalho que por lá fez. Não vivo na cidade há 20 anos, mas tenho lá a minha família toda, com excepção do meu pequeno-grande núcleo, o meu marido e o meu filho, e vou lá regularmente.
É como diz: vamos ver o que acontece na sexta-feira.

Comentar post




“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

É só o que eu acho...

"A idade não traz só rugas e cabelos brancos." E, como digo ao meu filho, "Nem sempre, nem nunca."

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos...

Eu Sou Assim

Idade - Tem dias.

Estado Civil - Muito bem casada.

Cor preferida - Cor de burro quando foge.

O meu maior feito - O meu filho.

O que sou - Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa.

Irmãos - Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo.

Importante na vida - Saber vivê-la, junto dos amigos e da família.

Imprescindível na bagagem de férias - Livros.

Saúde - Um bem precioso.

Dinheiro - Para tratar com respeito.


Layout

Gaffe


Arquivo



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.