Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Já não sei bem o que sou...

por naomedeemouvidos, em 14.07.17

Parece que “Ladies and gentlemen” vai deixar de ser a saudação oficial dos utentes do metro de Londres. Parece que é por causa daquelas pessoas que não sabem bem o que são, mas sabem bem o que não são. E não são, nem do sexo feminino, nem do sexo masculino. Ponto. Parece que falta o género neutro e, portanto, “Hello, everyone” é muito mais adequado. Para não ferir susceptibilidades.

Eu concordo e assino por baixo!

Aliás, tenho uma sugestão. Devia eliminar-se os pronomes definidos, bem como as terminações em “a” ou “o” associadas, pelo menos, aos adjectivos. Por exemplo, ao cumprimentar alguém diríamos qualquer coisa do género, “olá, Ex.m’ … (eventualmente) cois’ (como não sabemos se é ele, ou ela, ou outra coisa qualquer, cois’ deverá ser inofensivo, certo?)! Como vai? Está muito bonit’ hoje! Está bem dispost’?”

Faz muito mais sentido. Porque, o mais “normal”, é não pertencermos a género nenhum. Adão e Eva já eram e, tenho para mim, que, se fosse hoje, a Eva podia comer a maçã à vontade que, quando olhasse para o Adão, não veria diferença nenhuma, pelo que, nenhum deles precisaria de se tapar com a vergonha. Estão a ver o que se poupava em História?

Caminhamos a passos largos para uma imbecilidade tamanha que não sei onde acabaremos.

Evidentemente, todo o indivíduo deve ser tratado com respeito e em pé de igualdade com o seu semelhante, independentemente da sua cor, etnia (parece que também não se pode dizer raça…), religião, orientação sexual, etc. Mas, não estaremos a criar problemas onde eles não existem? Um destes dias, acabaremos a não conseguir comunicar sem constrangimentos porque tudo pode ser ofensivo, tudo pode ser um abuso, tudo pode ter um duplo sentido, e sei lá mais o quê. Tratar o outro em pé de igualdade e com respeito, não será suficiente?

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 30.09.2017 às 20:45

Concordo com o teu ponto de vista, mas não tenho nada contra a mudança, no metro de Londres, para "Hello, everyone!". Não a defendo, em especial se a razão é a que dizes, mas a nova frase é perfeitamente aceitável. Até porque pode haver que, sabendo bem a que sexo pertence, não se considera "lady" nem "gentleman"... Cada um sabe de si, não é?
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 30.09.2017 às 21:32

É claro que a frase é aceitável, e que cada um sabe de si. É a justificação por trás da mudança. Estamos a substituir uns "preconceitos" por outros...

Comentar post



"Nada na vida dever ser temido, apenas compreendido." Marie Curie

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Eu Sou Assim

IDADE_Tem dias. ESTADO CIVIL_Muito bem casada. COR PREFERIDA_Cor de burro quando foge. O MEU MAIOR FEITO_O meu filho. O QUE SOU_Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa. IRMÃOS_ Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo. IMPORTANTE NA VIDA_ Saber vivê-la, junto dos amigos e da família. IMPRESCINDÍVEL NA BAGAGEM de FÉRIAS_Livros. SAÚDE_Um bem precioso. DINHEIRO_Para tratar com respeito.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

É só o que eu acho...

"A idade não traz só rugas e cabelos brancos." E, como digo ao meu filho, "Nem sempre, nem nunca."