Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Por que não se calam?!

por naomedeemouvidos, em 17.10.17

As férias que a Constança não teve, a varinha mágica que o António não tem e a resiliência que as populações devem passar a ter, que isto de estar à espera que seja a Estado, na forma da sua (Des!)Protecção Civil a cuidar do povo, é coisa que já não se usa: o que se impõe é ser proactivo!

Há acontecimentos que envergonham uma nação dita civilizada, como há posições e posturas que muito dizem sobre a capacidade e a preparação das pessoas para ocuparem cargos de responsabilidade. A incompetência, frequentemente, tem custos. E, quando esses custos são vidas humanas, enoja ouvir falar certas pessoas. Quando essas pessoas são directamente responsáveis, senão pelas mortes, pela total falta de competência para evitá-las ou minimizá-las, devemos ter medo. Quando, para lá da incompetência, se entretêm com discursos da treta, como se fossemos todos uma plateia de idiotas acéfalos, devemos ter vegonha! Todos!

Na Galiza, milhares de pessoas saíram às ruas, manifestando-se contra a vaga de incêndios que, ontem, matou 4 pessoas. Em Portugal, morrerem mais de 100, ao que tudo indica, por sórdida incúria, e ninguém assume qualquer responsabilidade porque o governo não tem uma “solução mágica” para o problema dos fogos! Terá alguma, ainda que não mágica?

Entretanto, Constança Urbano de Sousa, que tem o poder de retórica de uma criança chorona em sendo contrariada, mantém-se de pedra a cal a fazer nada, a não ser lamuriar-se. Quatro meses depois de 65 pessoas terem perdido a vida de forma terrível, estúpida, num cenário dantesco e inimaginável num país europeu, o que fez a senhora ministra, além de não ir de férias? Que medidas tomou, tão ocupada andava, para evitar que o fogo, esse demónio voraz e inclemente, voltasse a matar?

António Costa, com muito mais eloquência e manha e, portanto, com muito menos vergonha, veio falar ao país. Para repetir ad nauseam que a tragédia vai continuar, habituem-se!, que isto demora décadas a resolver. Pelo caminho, deixemos de pedir, infantilmente, a cabeça da senhora ministra, coitada, que não é altura de demissões! Acabemos com a “obsessão” de que falhou alguma coisa! Não falhou coisa nenhuma! Ou talvez tenham falhado as “próprias comunidades” que têm que ser mais “proactivas” e “resilientes”…

Até quando vamos continuar a permitir a ignomínia? Se é para nos continuarem a enxovalhar e a desonrar as nossas vítimas e os nossos mortos, por que não se calam?

Autoria e outros dados (tags, etc)


21 comentários

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 17.10.2017 às 10:07

A propósito deste texto de revolta que aplaudo... Também hoje penso ter contribuído no meu espaço para continuar a aumentar o meu número de amigos portugueses.

Nestes dias não foi apenas o Estado que colapsou, mas penso que se confirmou um medo que já me vinha a sondar - colapsou uma nação inteira e não é de agora.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 10:14

Acabei de ler o teu...Infelizmente, estamos em sintonia...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 17.10.2017 às 10:19

Infelizmente...
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2017 às 13:29

Que posso dizer?
Nada mais posso acrescentar.
Sofre, terra bem-amada. Por quem a sente e chora com ela

Imagem de perfil

De HD a 17.10.2017 às 20:46

Tanto conformismo... e medidas, e ação??? :s
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 21:52

Neste caso, infelizmente, acho que é pior que conformismo. É a política no seu pior...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 17.10.2017 às 20:46

falo sobre isso também hoje: a diferença de discursos.
Mas faltou-te um alvo (na minha opinião): os pirómanos. sendo um fogo posto, há que irradicar os pirómanos com penas exemplares. fala-se muito de demissões, mas há causas que têm de ser faladas. em espanha, foi esse alvo do PM.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 22:00

Não me faltou qualquer alvo. Neste caso, em concreto, pelo menos. A mim, neste momento, apetece-me só mesmo manifestar repúdio pela postura vergonhosa destas três pessoas (embora só tenha referido o nome de duas, que são as que mais me envergonham ). É um problema de competência e liderança. A ministra não pode continuar em funções e, se o primeiro ministro insistir, também não pode continuar com o seu posto. As artimanhas e o jogo de cintura tem limites, quanto a mim.
Ainda bem que várias pessoas hoje manifestaram a sua opinião sobre isto. Seria mais insuportável se permanecêssemos calados.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 17.10.2017 às 22:41

São opiniões. Acho que as pessoas estão demasiado focadas na reação e não nas causas...
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 23:23

As causas são conhecidas há muito tempo. O problema é político, neste momento. As demissões que se impõem neste momento, por si só, não vão resolverão o problema, como é evidente, mas a manifesta incompetência é gritante e ultrapassou todos os limites do aceitável.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.10.2017 às 21:55

A propósito, roda nas redes sociais um post partilhado a sugerir "uma árvore em vez de um brinquedo"... ". O problema é quem coordena a plantação dessas árvores para não cometer os mesmos erros ? Quem escolhe as árvores e o local onde serão plantadas?
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 18.10.2017 às 22:30

Não tenho conhecimento. As redes sociais não são o meu forte, como se deve perceber pela estrondosa simplicidade deste blog. De qualquer forma, eu não acho que não se deva cuidar das causas. O que estou absolutamente segura é que há rupturas que se impõem de forma tão evidente, que ignorá-las chega a ser um insulto. Espero agora, suponho que esperamos todos os portugueses que ainda se orgulham de o ser, que se estabeleça um pacto de regime para, de uma vez por todas, combater eficazmente esta vergonha nacional. Saibamos todos, políticos e sociedade civil, estar à altura desse desafio.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.10.2017 às 22:35

Há que evitar os erros do passado.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 18.10.2017 às 22:48

A ver vamos. Esperemos que si.
Imagem de perfil

De cheia a 17.10.2017 às 22:36

Quando se nomeiam amigos em vez de competentes, dá nisto!
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 23:25

E estamos a aprendê-lo da forma mais ultrajante, à custa da vida e do desespero das pessoas.
Imagem de perfil

De Maria Amélia a 17.10.2017 às 23:05

Não diria melhor.
Espero que depois de tamanha tragédia que se passem das palavras aos atos e que se deixem de brincar à politica e comecem a mudar comportamentos. Comportamento gera comportamento.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 17.10.2017 às 23:27

Exactamente. Essa é uma frase que repito muitas vezes: comportamento gera comportamento. Obrigada por a referires.

Comentar post



"Nada na vida dever ser temido, apenas compreendido." Marie Curie

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Eu Sou Assim

IDADE_Tem dias. ESTADO CIVIL_Muito bem casada. COR PREFERIDA_Cor de burro quando foge. O MEU MAIOR FEITO_O meu filho. O QUE SOU_Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa. IRMÃOS_ Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo. IMPORTANTE NA VIDA_ Saber vivê-la, junto dos amigos e da família. IMPRESCINDÍVEL NA BAGAGEM de FÉRIAS_Livros. SAÚDE_Um bem precioso. DINHEIRO_Para tratar com respeito.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

É só o que eu acho...

"A idade não traz só rugas e cabelos brancos." E, como digo ao meu filho, "Nem sempre, nem nunca."