Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Porto de abrigo.

por naomedeemouvidos, em 05.08.19

DSC02721.jpg

DSC02725.jpg

 

O Porto destes dias não é o mesmo Porto da minha infância e juventude. Ou, não é exactamente o mesmo. Tive um professor na faculdade que insistia em lembrar-nos que todo o progresso tem um custo e esse custo, por vezes, é elevado. Não sei, ainda, avaliar o que o progresso baseado num turismo de massas e alojamento local epidémico irá custar à cidade do Porto. Imagino que o mesmo que já custou a outras tantas cidades, a outros locais, cá dentro e lá fora, onde já pouco sobra da genuinidade e genialidade da gente, do povo que dá cor, vida e alma ao ar que se respira, às pedras que murmuram histórias, às ruas que nos embalam em abraços sentidos. 

 

DSC02624.jpg

DSC02625.JPG

DSC02632_1.jpg

 

Mas, vim encher-me de mimos, rodear-me de outros imensos afectos. Ainda pude, ainda posso. Deixei cá parte de mim. A minha irmã, o meu sobrinho. Os meus pais. Sempre eles, são um pilar robusto, inamovível, que resiste a todas as intempéries. E o meu pai conhece o Porto como poucos. Posso perder-me e encontrar-me em todas as ruelas, as mais escondidas, as mais improváveis, as mais autênticas, onde os mais velhos ainda me chamam menina. No Porto, é possível ser menina toda a vida.

 

DSC02634_1.jpg

DSC02635.JPG

DSC02636.JPG

 

Apesar das obras em série, da proliferação de gruas e da emergência de hotéis a cada esquina, claro que a cidade ganhou com o turismo, nunca se perde tudo. Há zonas, outrora votadas ao abandono, que renasceram, dinamizaram-se e oferecem, agora, mais do que quadros sujos e deprimentes. Em contrapartida, o trânsito parece mais desordenado, caótico, com hordas de turistas, maioritariamente, nacionais e estrangeiros, a cruzar as ruas, em bando, sem qualquer respeito pelos sinais luminosos ou outros, toureando a sorte para desespero de quem conduz.

 

congregados.PNG

DSC03183.JPG

DSC03175.JPG

DSC03178.JPG

avenida.PNG

DSC03206.JPG

 

Em cada canto, a cidade fervilha carregada de memórias que imagino diferentes das das páginas da poetisa, de memórias seguramente diferentes das minhas e, no entanto, há cores e cheiros que perduram, um casario que ainda encanta, que ainda resiste, que vive para além dos contos.

Há a cidade do rio, de onde se mira Vila Nova de Gaia e a Serra do Pilar, em frente ao velho casario que se estende até ao mar, da calçada da Ribeira, o Porto de encantos,  de luzes e sombras, o Porto que desperta e atormenta os nossos sentidos.

 

DSC02605.JPG

DSC02606.JPG

DSC02607.JPG

DSC02608.JPG

DSC02609.JPG

DSC02610.JPG

DSC02611.JPG

DSC02813.JPG

DSC02888.JPG

DSC02889.JPG

DSC02890.jpg

 

Ainda persiste, todavia, um Porto de outrora, o do tempo que se perde ganhando, entre amigos, o Porto que se pega à pele, o que se bebe, o que alucina.

 

DSC02691.JPG

DSC02695.JPG

DSC02696.JPG

DSC02700.JPG

DSC02701.JPG

DSC02706.JPG

DSC02709.JPG

Batalha.PNG

DSC03040.JPG

 

E, depois, há o Porto do património religioso, imperdível, insubstituível, o que arrebata e apazigua, o que exalta e silencia.

 

DSC02781.JPG

DSC02838.JPG

DSC02857.JPG

DSC02858.JPG

DSC02861.JPG

DSC02883.JPG

DSC02908.JPG

DSC02909.JPG

DSC02914.JPG

DSC02922.JPG

DSC02936.JPG

DSC02923.JPG

 

DSC02980.JPG

DSC02996.JPG

DSC03002.JPG

DSC03003.JPG

 

O turismo é bem e mal, é anjo e demónio, é salvador e é voraz, cobra o seu preço, impõe as suas regras. Que bom seria se não nos deslumbrássemos para lá da conta que venha a valer a pena pagar.

 

DSC02809.JPG

 

publicado às 19:17


30 comentários

Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 05.08.2019 às 21:29

Não conhecia este teu texto, como outros em que nos revemos, nem sempre com os mesmos argumentos. Eu digo que nos encontrámos num acaso que não deixa de me espantar. Tu dizes que nos reconhecemos. Eu digo que as duas amamos, vivemos, e parece-me suficiente.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 05.08.2019 às 20:38

Adorei ver a cidade do Porto nestas fotografias!!!
Obrigada pela partilha!
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 05.08.2019 às 21:31

Obrigada a ti, Luísa. Também pelas tuas partilhas, magníficas. Eu não sou muito dada a comentários fora aqui do meu canto, mas, vejo-te sempre :)
Sem imagem de perfil

De P. P. a 05.08.2019 às 22:11

Eu adoro o Porto, pelas pessoas e pelos aspetos arquitetónicos.
Excelente fotorreportagem.
Bjs
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 05.08.2019 às 22:34

Olá, P.P.

São só memórias, são resgates de um tempo que não quero que me escape sem retorno. Gostava que todos os traços que escrevem o Porto se mantivessem fiéis ao que recordo, que não se perdesse a identidade da cidade e da sua, da minha, gente.

Obrigada.
Imagem de perfil

De cheia a 05.08.2019 às 23:03

Por aquilo que se ouve e se lê, parece que pegam fogo às casas, quase devolutas, para que o/s resistentes as abandonem ou, muito pior, nelas sejam cremados. Um preço muito alto!
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 05.08.2019 às 23:12

Li e vi a reportagem que passou na SicNotícias há algum tempo. É horrendo. Esperemos que haja consequências, e pesadas, e que haja limites à ganância de uns quantos.
Imagem de perfil

De MJP a 06.08.2019 às 09:25

Parabéns! Parabéns! Parabéns!
Este destaque é tão, mas tão, mereceido!!! :))
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:14

Outra alegre coincidência :)

Obrigada, igualmente.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.08.2019 às 09:52

O Porto é-me passagem. Nunca o vivi a não ser em escassos finais de semana. E em livros que falam de um Porto Antigo.

Mas por vezes as cidades são-me assim trazidas por quem as sente e eu quase lhes ouço um suspiro e um pregão. :)
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:22

E nos livros também se viaja :))

Se um dia nos cruzarmos para lá das páginas destes espaços e das palavras que por aqui trocamos com ou sem sentido, mostro-te o esse meu Porto, o que perdura e que eu espero que nunca se perca.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.08.2019 às 11:37

E eu terei muito gosto em desenrolar os seus meandros, neles me enredeando :)
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:52

É um perigo, quase como o canto das sereias. Mas eu não sou uma criatura mítica e tu és menina para aguentar :)
Sem imagem de perfil

De francisca a 06.08.2019 às 10:27

Muitos parabéns pelo teu destaque!! Embora tenhas razão naquilo que dizes,ou seja,já nada é como era nos tempos passados,pois hoje em dia há tragédias por tudo quanto é lado e não se pode confiar em praticamente ninguém,pelas fotografias que aqui mostraste,nota-se que o Porto cá em Portugal continua a ser uma bonita e bela cidade,gostei de ver todas essas fotografias que embelezaram esta tua publicação!! Desejo-te um excelente mês de Agosto,muitos beijinhos!!
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:14

Para ti, também, obrigada.
Sem imagem de perfil

De francisca a 06.08.2019 às 12:13

De nada,muito obrigada a ti também!! Beijinhos!!
Imagem de perfil

De Ana de Deus a 06.08.2019 às 10:45

bom dia :)

no Porto podêmos deveras ser menina toda a vida :D adorei visitar o Porto contigo.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:16

É um estatuto que nunca se perde :))

Que bom. Obrigada.
Imagem de perfil

De Ana a 06.08.2019 às 11:38

Fui apresentada a esta cidade apenas há 3 anos ,e fiquei rendida !
Estas fotos trazem-me um sentimento agridoce ...

Obrigada

Beijinhos
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 11:50

Trazem um contraste tremendo, em mais do que um sentido.

Obrigada a ti.
Imagem de perfil

De Maria a 06.08.2019 às 11:49

Muitos parabéns pelo destaque. Fotos lindíssimas e o texto excelente.

Gosto muito do Porto. Uma cidade muito bonita.
O meu avô paterno era do Porto. Desde criança ensinou-me a amar a invicta.
Beijo.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 06.08.2019 às 14:32

Obrigada, Maria.

Boa herança, a do teu avó :))

Para ti também.

Comentar post


Pág. 1/2




“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

É só o que eu acho...

"A idade não traz só rugas e cabelos brancos." E, como digo ao meu filho, "Nem sempre, nem nunca."

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos...

Eu Sou Assim

Idade - Tem dias.

Estado Civil - Muito bem casada.

Cor preferida - Cor de burro quando foge.

O meu maior feito - O meu filho.

O que sou - Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa.

Irmãos - Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo.

Importante na vida - Saber vivê-la, junto dos amigos e da família.

Imprescindível na bagagem de férias - Livros.

Saúde - Um bem precioso.

Dinheiro - Para tratar com respeito.


Layout

Gaffe


Arquivo



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.