Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sobre almas, mortos e, porque não, borboletas.

por naomedeemouvidos, em 29.10.19

México.PNG

As borboletas-monarca não gostam do Inverno. No início do Outono, migram para o México e, aparentemente, a sua chegada coincide com o período de celebração do Dia dos Mortos há tempo suficiente para que as magníficas borboletas mereçam fazer parte da cultura local. São recebidas em festa. Pelo menos para as crianças, as exuberantes borboletas-monarca representam as almas dos mortos que os vivos atraem com as flores perfumadas que depositam nas campas dos seus, dos que já partiram. Fiquei a sabê-lo por acaso, entre alguns afazeres e inúmeros zappings, até tropeçar num dos episódios do programa "One Strange Rock", do National Geographic.

Lembrei-me de que o meu filho - a quem a morte sempre suscitou uma curiosidade imensa, com que eu nem sempre soube como lidar sem aflição - tem uma espécie de teoria sobre essa coisa da reencarnação de que ouviu falar mas não sabe, ainda, se acredita. Mas acredita em almas. Em alma. 

Hei-de falar-lhe das borboletas-monarca. Talvez comece por lhe mostrar aquela fotografia, lá em cima, que tirei da galeria do "The Guardian". Ou, então, o tal episódio de “One Strange Rock”. Encontrei parte dele aqui. Não está legendado em português, mas é possível que não seja necessário. 

 

publicado às 22:08


4 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 30.10.2019 às 01:15

Podemos não acreditar em nada, mas há tradições que merecem que as cumpramos, de tão lindas e, até, calmantes.

Acredito na alma. Não creio na sua infinitude :)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 31.10.2019 às 01:08

Fantástico vídeo!
Uma história cheia de cor e de cultura.
Desconhecia esta das borboletas.
Obrigada pelo vídeo.
Bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 31.10.2019 às 07:07

É lindo, não é?

Obrigada a si, Maria.

Bom fim de semana.

Comentar post




“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

É só o que eu acho...

"A idade não traz só rugas e cabelos brancos." E, como digo ao meu filho, "Nem sempre, nem nunca."

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos...

Eu Sou Assim

Idade - Tem dias.

Estado Civil - Muito bem casada.

Cor preferida - Cor de burro quando foge.

O meu maior feito - O meu filho.

O que sou - Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa.

Irmãos - Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo.

Importante na vida - Saber vivê-la, junto dos amigos e da família.

Imprescindível na bagagem de férias - Livros.

Saúde - Um bem precioso.

Dinheiro - Para tratar com respeito.


Layout

Gaffe


Arquivo



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.