Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mapas e outros empecilhos.

por naomedeemouvidos, em 11.09.19

BN.PNG

 

Recomecei o trabalho e começa a faltar-me o tempo para seguir a avidez da actualidade desordeira que teima em afrontar-nos, defraudar-nos na razão e no juízo, podem não ser bem a mesma coisa.

Mas, lá li - entre outras meias coisas - que Benjamin Netanyahu anunciou a intenção de "de aplicar, num futuro governo, a soberania de Israel sobre o Vale do Jordão e a parte norte do Mar Morto" e, pelo caminho, “anexar todos os colonatos judeus na Cisjordânia”. Com o aval do presidente Donald Trump para um (diz-que-é)plano de paz entre israelitas e palestinianos, Benjamin Netanyahu apela aos eleitores para que lhe "dêem o poder de definir as fronteiras de Israel".

Netanyahu parece apostado em seguir a linha do presidente dos EUA. Talvez aquela que Trump, ou alguém por ele, acrescentou ao gráfico oficial dos serviços de meteorologia americanos para garantir que o Alabama seria atingido pela fúria devastadora do Dorian, ou não o tivesse ele, Mr. President, prometido no Twitter.

De modo que, se o tal "acordo do século" vier a falhar de vez, o Benjamin de Donald Trump pode usar a mesma estratégia. É fácil. Basta um marcador preto. Compromete. Se alguém resmungar, o presidente, perdão, o primeiro-ministro, ou outro alguém por ambos, envia uma directiva interna ou externa, avisando que, o melhor, é não darem opiniões sobre assuntos que conhecem.

publicado às 09:35


“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

Layout

Gaffe


naomedeemouvidos@gmail.com


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.