Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Destituição e Destruição

por naomedeemouvidos, em 19.12.19

DT.PNG

Diário de Notícias

 

Sem grande surpresa, a Câmara dos Representantes aprovou dois artigos de acusação a Donald Trump, que podem levar à destituição do presidente dos Estados Unidos. E, também sem grande surpresa, sabe-se que essa destituição dificilmente poderá acontecer. Donald Trump e os seus republicanos montaram uma soberba estratégia de vitimização burlesca, tão arrojada quanto despudorada. No processo, arrasam implacavelmente e sem remorsos qualquer tentativa de debate sério. Quem não está com eles não está só contra eles: é um alvo a abater a qualquer preço, sendo o insulto mais nojento a moeda de troca preferida. Imagino, aliás, que seja esse um dos principais motivos da rendição total do partido republicano à política sabuja de Trump. O outro, imbatível, deve estar relacionado com dinheiro – e outras formas de poder absoluto igualmente caras.

O presidente norte-americano converteu os EUA no seu grandioso palco. O seu apoteótico reality show segue dentro das regras democráticas que o próprio despreza, a não ser que as possa usar em proveito próprio e altamente rentável. O povo americano está refém de um homem disposto a esmagar quem ousar contrariá-lo, sem preocupações no modo: é o que servir melhor o seu humor do momento. Não se pode aceitá-lo sem hipotecar a alma; não se pode enfrentá-lo sem mergulhar no lodo, “consumidos pela inveja, ódio e raiva”. Infalível.

Donald Trump será julgado no Senado pelas acusações de abuso de poder e obstrução ao Congresso, e a sua defesa consistirá em assumir que, sim, fez (aliás, “fizemos”, que é outra forma de congregar adeptos, mesmo que contrariados) tudo isso, e depois? Fez porque pôde, porque pode, e porque nenhum dos seus rapazolas terá coragem de frustrar as suas ambições.

Resta a esperança de que o seu exacerbado sentimento de impunidade o faça cair de podre antes de ser impossível tornar a América um país minimamente decente outra vez.

publicado às 13:12



“Nada na vida deve ser temido; apenas compreendido.” Marie Curie.

Sou mulher, pelo que, metade(?) do mundo não me compreende. Tenho opinião sobre tudo e mais alguma coisa, pelo que, na maioria das vezes estou errada. E escrevo de acordo com a antiga ortografia, pelo que, não me dêem ouvidos...

Eu Sou Assim

Idade - Tem dias.

Estado Civil - Muito bem casada.

Cor preferida - Cor de burro quando foge.

O meu maior feito - O meu filho.

O que sou - Devo-o aos meus pais, que me ensinaram o que realmente importa.

Irmãos - Uma, que vale por muitas, e um sobrinho lindo.

Importante na vida - Saber vivê-la, junto dos amigos e da família.

Imprescindível na bagagem de férias - Livros.

Saúde - Um bem precioso.

Dinheiro - Para tratar com respeito.


Layout

Gaffe



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.